Construção




São detalhes que compõem o poema
Na derivação das formas
O mistério desvenda.se lentamente.


                                                     Serão formas estranhas as tais palavras que constroem cada verso?
                                                     Ou as outras expressões veladas nas entrelinhas do silenciar do poeta?





Comentários

  1. Construir na vida é progresso,
    para o que se deseja alcançar
    antes da viagem sem retrocesso
    lentamente tento caminhar
    um poema com versos de amor
    para deixar a quem fica à espera
    antes de partir desejava compor,
    com saudades, se eu fosse poeta!

    Para que a vida possa ser risonha
    fortes alicerces sustentam o coração
    gostei das palavras amiga Lia Noranha
    que compõem a sua sólida construção!

    Boa noite e bons sonhos, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  2. Grata pelo carinho da visita e das palavras sempre maravilhosas..querido Eduardo.bjins de boa semana pra ti

    ResponderExcluir
  3. Querida Lia este teu olhar sobre a poesia é tão mágico e real, porque as palavras existem, estão aí, a forma como a poesia agrupa, a sensibilidade do poeta, e a independência dos sentidos da poesia, das entrelhinhas, do que se buscou dizer ao sentir ou sentir e depois escrever...é um processo que há muito exploras, e que nos brinda sempre com poemas tão lindos e certeiros, profundos e suaves. Obrigado por me permitir degustar tua poesia.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  4. Jairo querido amigo sempre amável com sua visitas no meu espaço poético.abracos bem carinhoso a ti

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

mesa posta

viagem incomum