Bailarina I



Obra "O Palco das Bailarinas  de Thaís Ibanez


Se hoje ela dança sem brilho 
se o rumo dos seus passos 
se desencontram com os da noite 
que falta fará? 



Se no seu bailar 
já não polariza o sonho e o amor 
de outras primaveras 
quem saberá? 


Se tento desprezá-la 
e no canto tenebroso 
daquela mesma sala 
me confundo com seu corpo 
e encontro o meu corpo no dela 
por que será? 


Se a bailarina já não se mistura 
com o mágico instante da lua 
e deixa suas sapatilhas num canto 
abandonadas e sem cuidados 
quem se importará? 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

mesa posta

viagem incomum